Planejamento tributário preventivo: o que é e como fazer

O planejamento tributário preventivo é uma estratégia adotada pelas empresas para reduzir a carga tributária de forma legal sem gerar inconformidades com a Receita Federal.

Assim, para fazer um planejamento tributário preventivo é necessário que você analise a situação fiscal da empresa, identifique as oportunidades de economia de impostos com base nas operações do negócio e adote medidas para otimizar a gestão tributária. Se isso te parece complicado, conte com o apoio de um contador para auxiliá-lo.

A Contabilizei oferece todo o apoio para o seu negócio com contadores com conhecimento nas leis e regulamentações tributárias, quais as possibilidades de enquadramento e quais os benefícios fiscais disponíveis para o seu porte empresarial. Fale com um de nossos especialistas e saiba como podemos te ajudar.

Neste artigo, nossos especialistas tiram as suas dúvidas sobre planejamento tributário preventivo. Acompanhe conosco abaixo!

Para que serve o planejamento tributário preventivo?

Além da possibilidade de redução da carga tributária, outra vantagem do planejamento tributário preventivo é a possibilidade de antecipar situações que podem gerar problemas fiscais no futuro.

Isso é, ao dar atenção para o planejamento preventivo, é possível identificar possíveis erros ou inconsistências nos registros contábeis e corrigi-los antes que se tornem um problema. Além disso, o planejamento tributário preventivo permite que a empresa esteja preparada para eventuais mudanças na legislação tributária.

É importante ressaltar que o planejamento tributário preventivo deve ser realizado por profissionais especializados, como contadores e advogados tributaristas. Tais profissionais conseguem prestar uma consultoria assertiva para que o seu negócio esteja regularizado.

Baixe nosso guia completo para trocar de contador elaborado pela Contabilizei.

Quem precisa fazer um planejamento tributário preventivo?

Todas as empresas podem se beneficiar de um planejamento tributário preventivo, independentemente do porte ou segmento de atuação. No entanto, é especialmente importante para empresas que possuem uma carga tributária elevada ou que estão sujeitas a uma complexidade tributária maior.

Empresas de médio e grande porte, que possuem um volume significativo de transações financeiras e operações comerciais, geralmente enfrentam uma carga tributária mais alta e têm mais oportunidades de otimização fiscal.

Além disso, empresas que atuam em setores específicos, como indústria, comércio exterior, tecnologia, serviços financeiros, entre outros, podem se beneficiar de um planejamento tributário preventivo devido às particularidades e complexidades tributárias envolvidas em suas atividades.

Neste vídeo, nosso especialista da Contabilizei explica um exemplo para quem exporta serviço e tem apenas um sócio. Neste caso, o planejamento tributário preventivo é utilizado para definir qual regime tributário é mais lucrativo.

Outro exemplo que utilizamos aqui na Contabilizei é o cálculo do Fator-R. Resumidamente, nossa plataforma junto dos nossos especialistas te ajudam a determinar em qual anexo do regime tributário Simples Nacional sua empresa se enquadra. Isso faz diferença porque, baseado no seu resultado, você pode pagar menos impostos, contribuindo para reduzir o custo mensal da sua empresa.

Saiba mais: Utilize a calculadora de Fator-R da Contabilizei e simule o quanto você pode economizar.

Como fazer um bom planejamento tributário preventivo?
Vale lembrar que para fazer um bom planejamento tributário preventivo é necessário uma análise detalhada da situação fiscal da empresa. Por isso, aqui, elencamos algumas boas práticas para você começar um planejamento tributário preventivo eficiente, mas destacamos a importância de contar com um profissional nesse momento:

Conheça a legislação tributária

É fundamental estar atualizado sobre as leis e regulamentações tributárias que se aplicam à sua empresa. Isso inclui conhecer os regimes tributários disponíveis, as alíquotas de impostos, os benefícios fiscais e as obrigações tributárias.

Analise a situação fiscal atual

Faça uma análise detalhada da situação fiscal da empresa, verificando se todos os impostos estão sendo pagos corretamente, qual é a carga tributária enfrentada pela empresa, se os registros contábeis estão em conformidade com a legislação e se há possíveis erros ou inconsistências que precisam ser corrigidos.

Identifique oportunidades de economia de impostos

Procure identificar oportunidades legais de redução da carga tributária. Isso pode incluir a utilização de benefícios fiscais, a escolha do regime tributário mais adequado, a reorganização societária, entre outras estratégias.

Avalie os impactos das decisões empresariais

Ao tomar decisões relacionadas ao seu negócio, como investimentos, aquisições ou expansões, avalie os impactos fiscais dessas decisões. Busque entender como essas ações podem afetar a carga tributária da empresa e se há possíveis alternativas para minimizar os impostos.

Esteja atento às mudanças na legislação

A legislação tributária está em constante mudança, por isso é importante estar atualizado sobre as alterações que possam impactar a sua empresa. Fique atento a novas leis, decretos e instruções normativas que possam afetar a sua carga tributária e faça as adaptações necessárias.

Planejamento tributário x planejamento tributário preventivo: quais as diferenças?

O planejamento tributário e o planejamento tributário preventivo são termos que podem ser usados de forma intercambiável, pois ambos se referem a estratégias adotadas pelas empresas para reduzir a carga tributária de forma legal. No entanto, é possível fazer uma distinção entre os dois conceitos.

O planejamento tributário é uma estratégia mais ampla, que envolve a análise e a adoção de medidas para otimizar a gestão tributária da empresa. Ele pode incluir a escolha do regime tributário mais adequado, a utilização de benefícios fiscais, a reorganização societária, entre outras ações.

o planejamento tributário preventivo é uma abordagem mais específica, que busca antecipar situações que possam gerar problemas fiscais no futuro. Ele envolve a análise da situação fiscal da empresa, a identificação de possíveis erros ou inconsistências nos registros contábeis e a adoção de medidas corretivas para evitar problemas com os órgãos fiscalizadores.

Enquanto o planejamento tributário pode ser realizado em qualquer momento, o planejamento tributário preventivo é uma ação contínua, que deve ser incorporada à rotina da empresa. Ele visa evitar problemas fiscais e garantir que a empresa esteja em conformidade com a legislação tributária.

Qual a importância de uma contabilidade?

A contabilidade é a sua maior aliada para a realização de um planejamento tributário preventivo. Ela é quem escritura toda a movimentação financeira de sua empresa de acordo com a legislação fiscal, realiza a apuração dos impostos e gera relatórios e demonstrações financeiras que te ajudam a identificar as oportunidades de economia fiscal e riscos tributários.

Além disso tudo, aqui na Contabilizei nós realizamos o cumprimento de todas as obrigações fiscais acessórias de sua empresa junto aos órgãos fiscalizadores, evitando penalidades e cobranças tributárias adicionais. Em nossa plataforma online você consegue acessar e solicitar todas as informações necessárias para análise e estudo de um planejamento tributário preventivo, permitindo otimizar sua carga tributária e tomar decisões estratégicas para a uma melhor gestão tributária e futura de sua empresa.

O post Planejamento tributário preventivo: o que é e como fazer apareceu primeiro em Blog da Contabilizei.

Blog Contabilizei

O post Planejamento tributário preventivo: o que é e como fazer apareceu primeiro em Informativo Empresarial.