Modelos de negócios digitais: 10 formas de empreender na internet

Você já pensou em investir em negócios digitais? Ter uma empresa inserida no mercado digital, expandindo um empreendimento com o poder da internet, de qualquer lugar do mundo?

Certamente, a ideia de ter uma presença online não é mais uma opção para o empreendedor que pretende se manter à frente do mercado: é uma necessidade. Quanto mais pessoas têm acesso à internet, mais consumidores digitais surgem, adquirindo produtos e serviços a um clique de distância.

Mas, como começar a empreender nos negócios digitais? Como funciona? Quais são as opções? Neste guia, a RR Soluções responde em detalhes essas e outras dúvidas, além de apresentar 10 modelos para começar do zero na internet. Acompanhe para saber mais!

O que são negócios digitais? Como funcionam?

Os negócios digitais são todos aqueles realizados exclusivamente pela internet, relacionando ideias e características de um empreendimento não tradicional. Isso quer dizer que todo o processo comercial é realizado online.

Com a expansão da internet, consequentemente mais oportunidades começam a surgir, como ter um negócio, mesmo sem qualquer espaço físico para receber clientes. 

Essa tendência se consolidou tão rápido que, hoje, cerca de 85% dos brasileiros compram online pelo menos uma vez no mês

Os negócios digitais usam a tecnologia a seu favor para aproximar ainda mais a relação empresa-cliente, acompanhando a transformação digital. 

Sendo assim, as principais características de um negócio online são:

  • pode ser realizado de qualquer lugar do mundo, desde que se tenha acesso à internet;
  • desempenha a inovação constante;
  • tem os benefícios da tecnologia como vantagem competitiva em relação aos negócios tradicionais;
  • pode ser iniciado com poucos recursos e investimento;
  • oferece uma grande flexibilidade e escalabilidade conforme aumenta a demanda.

Por que investir em negócios digitais?

Primeiramente, para quem está começando a empreender agora, a internet é um oceano de oportunidades. Não importa se você já tem experiência em vendas e marketing, ou se está partindo do zero no empreendedorismo digital

Os negócios digitais podem ser explorados por diversos perfis de empreendedores e nível de experiência. Além disso, ao contrário das empresas tradicionais, que estão limitadas a uma localização geográfica específica, os negócios digitais podem atingir um público vasto e diversificado em todo o mundo. 

Isso quer dizer que o potencial de crescimento e escala para um negócio digital é significativamente maior, proporcionando oportunidades de expansão e lucro sem precedentes.

Inclusive, o ambiente digital oferece flexibilidade e agilidade incomparáveis. As empresas podem rapidamente ajustar suas estratégias, lançar novos produtos ou serviços e responder às mudanças no mercado com muito mais rapidez do que as empresas tradicionais.

Outro ponto positivo para se ter um negócio digital é que a infraestrutura digital permite que muitas operações sejam realizadas de forma remota, eliminando despesas com aluguel de espaço físico e reduzindo a necessidade de uma grande equipe presencial. Logo, os custos operacionais tendem a ser menores do que em uma empresa tradicional.

Todo esse conjunto de fatores torna os negócios digitais mais acessíveis para empreendedores e investidores, especialmente aqueles com recursos financeiros limitados.

10 modelos de negócios digitais para começar a ganhar dinheiro na internet

Um dos grandes benefícios dos negócios digitais é a diversidade que permite ao empresário explorar diferentes maneiras de empreender na internet. 

Existem oportunidades para quem está começando com pouco dinheiro, para quem já possui uma empresa tradicional e busca expandir os horizontes para o digital e muito mais.

A seguir, elencamos os dez modelos de negócios digitais mais procurados para empreender online.

1- E-commerce (comércio eletrônico)

Provavelmente, a primeira coisa que vem à mente quando se fala em negócios digitais é o E-commerce, popularmente também chamado comércio eletrônico ou loja virtual. Esse é um dos modelos de negócios digitais mais antigos e que continua permanecendo em alta.

Na prática, esse negócio consiste em vender produtos por meio de uma espécie de loja virtual. Assim, ao criar um espaço online para promover os seus produtos físicos, os consumidores podem encontrar o que buscam e comprar sem precisar ir a uma loja física. 

O E-commerce é uma ótima opção para quem já tem a expertise no gerenciamento de uma loja ou, inclusive, quer ampliar o negócio tradicional e abrir uma versão virtual para o empreendimento.

2- Marketplace

O Marketplace é outra opção de negócio digital, mas aqui, o diferencial é conectar vendedores e consumidores. 

Um grande exemplo disso é a Amazon, uma gigante dos marketplace que oferece um espaço virtual com todos os recursos operacionais e logísticos para que vendedores possam oferecer seus produtos aos consumidores na internet.

Imagine um grande shopping virtual, com várias marcas e vendedores querendo vender para o público que frequenta aquele espaço. Isso é justamente um marketplace. Nessa concepção, os gestores do marketplace administram todo o site, oferecendo uma estrutura pronta para o varejista disponibilizar seus produtos. 

Nesse caso, a grande vantagem desse modelo de negócio é que os lojistas não precisam investir tão alto quanto se fossem abrir um E-commerce próprio. Além do mais, onde tem mais variedade, maior a concentração de pessoas.

3- Social Commerce

Um modelo de negócio digital mais inovador e que vem se fortalecendo nos últimos tempos é o Social Commerce, que se refere à utilização das redes sociais (como o Facebook e Instagram) para vender na internet. Essa é uma estratégia que explora muito o engajamento e interações de potenciais clientes com a marca. 

Pelo fato de precisar de muito pouco para começar a vender, o social commerce é uma boa alternativa para empreendedores iniciantes, prestadores de serviço e lojas que buscam aumentar o alcance da marca.

4- Dropshipping

O dropshipping é um modelo de negócio no qual o varejista não mantém os produtos em estoque. Em vez disso, quando uma venda é feita, o empreendedor compra o item do fornecedor e este o envia diretamente para o cliente. Ou seja, o empreendedor não precisa ter produtos em estoque, muito menos acesso a eles. 

A lógica é simples: 

  • o cliente precisa de um produto;
  • o vendedor tem um fornecedor para esse produto;
  • o vendedor faz o pedido do produto e o fornecedor entrega diretamente para o cliente, sem precisar passar pelas mãos do vendedor.

Toda a responsabilidade logística de embalar o produto e fazer a entrega é do próprio fornecedor. 

Naturalmente, isso reduz os custos operacionais para o empreendedor, já que ele não precisa se preocupar em manter um espaço para guardar os produtos, gastar com as embalagens ou fazer o envio da mercadoria.

5- Infoprodutos

O mercado de infoprodutos, ou produtos digitais, é uma excelente maneira de começar a empreender online, especialmente para quem quer monetizar o seu know-how. 

A venda de e-books, cursos online, consultorias e até mesmo webinars vem crescendo, principalmente entre os empreendedores que já possuem uma habilidade ou conhecimento para transmitir a outras pessoas.

Um infoprodutor com conhecimento em inglês, por exemplo, pode criar e vender um curso online para dar aulas do idioma. Enquanto isso, especialistas mais capacitados podem prestar consultorias no formato de produto digital.

É um modelo de negócio muito vantajoso, principalmente para quem não tem tantos recursos ou tempo para gerenciar uma loja online. Basta criar um infoproduto e divulgá-lo, seguindo estratégias como o tráfego pago ou criação de conteúdo.

6- Programa de afiliados

O modelo de negócio do programa de afiliados é uma forma de marketing de desempenho em que uma empresa recompensa os seus afiliados por cada cliente ou visitante que eles direcionam para o site da empresa, resultando em uma venda ou ação específica. 

Esse modelo beneficia tanto a empresa quanto os afiliados digitais de várias maneiras. Um indivíduo que não tem nenhuma estrutura para vender e queira começar a empreender, por exemplo, pode se afiliar a um produto para vender online.

Isso significa que o empreendedor não precisa ter uma loja virtual, nem vender em marketplace ou criar um infoproduto para começar a ganhar dinheiro na internet. 

Basta escolher um produto (que pode ser digital ou não) e a cada venda que ele realiza por intermédio de sua indicação, recebe uma comissão por isso.

7- Software as a Service (SaaS)

Sendo um modelo de negócios digital um pouco mais complexo e específico, o Software as a Service (SaaS) é uma alternativa muito interessante para quem pretende inovar no setor de serviços. 

Basicamente, SaaS tem como objetivo desenvolver e ofertar softwares como um serviço. Ou seja, a empresa desenvolve softwares para prestar serviços sob uma cobrança recorrente. 

Um exemplo disso é a SaaS do Microsoft Office 365, em que a Microsoft permite que seus usuários acessem seus serviços por meio de softwares como o OneDrive e o Pacote Office. 

8- Canal no Youtube 

Grandes nomes do digital surgiram pela criação de um canal no YouTube, com conteúdos nos mais diversos nichos. 

O modelo de negócios digital do YouTube envolve a criação e compartilhamento de conteúdo em vídeo com o objetivo de gerar receita por meio de várias fontes. A forma mais comum de monetizar os conteúdos no YouTube é pela promoção de anúncios da própria plataforma ao longo do vídeo. 

Porém, os youtubers que queiram expandir a sua receita podem explorar outros meios de ganhar dinheiro fazendo vídeos em um canal do YouTube. Para isso, podem até mesmo conciliar outras estratégias como o programa de afiliados e a divulgação de um infoproduto próprio.

9- Gestão de tráfego pago

Outro modelo entre os negócios digitais é a gestão de tráfego pago, que pode ser caracterizada como uma estratégia utilizada por empresas e empreendedores para direcionar tráfego qualificado para seus sites, landing pages ou outros canais online por meio de anúncios pagos. 

Esse estilo de negócio digital já envolve mais investimento e um conhecimento mínimo para anunciar em plataformas de publicidade online, como Google Ads, Facebook Ads, Instagram Ads, LinkedIn Ads e outras.

Um empreendedor que deseja ganhar dinheiro com o tráfego pago, pode começar abrindo uma agência para atender clientes online que precisam anunciar produtos ou serviços.

Leia também: abrir CNPJ para gestor de tráfego ou declarar pelo CPF? 

10- Podcast

Uma ideia bastante criativa, principalmente para quem gosta de se comunicar, é a criação de um podcast como negócio digital. A propósito, segundo o relatório DataReport 2023, o Brasil é o país que mais consome podcasts no mundo. 

A parcela que escuta pelo menos um podcast por semana representa cerca de 42.9% dos usuários da internet.

Só com esse dado já podemos compreender um pouco do poder desse estilo de negócio. Cada vez mais pessoas estão consumindo podcasts, e quem investe nesse ramo pode faturar muito se souber aproveitar o boom no digital.

Em tese, o podcast é um estilo de conteúdo em áudio, normalmente apresentado por duas pessoas. Porém, não é incomum encontrar podcasts com apenas uma pessoa ou um grupo maior gravando. 

Nisso, o empreendedor pode aproveitar estratégias de marketing, como a publicidade, para monetizar o seu conteúdo no formato de podcast.

Como começar um negócio digital?

Antes de tudo, a primeira etapa para investir nos negócios digitais é identificar a sua paixão ou principais interesses. 

Se gosta de criar vídeos, por exemplo, que tal começar um canal no YouTube para falar sobre assuntos do seu conhecimento? Se quer vender produtos online, mas ainda não tem ideia de como criar um negócio do zero, uma boa opção pode ser participar do programa de afiliação.

Após definir a ideia de negócio, é importante criar um plano de negócios sólido que aborda aspectos, como modelo de receita, estratégias de marketing, análise de concorrência e projeções financeiras. 

Conforme o negócio vai crescendo e se tornando muito maior do que apenas “vender na internet”, será importante ter o seu negócio formalizado. Isso, não apenas para dar mais credibilidade, especialmente ao tentar parcerias, mas também para evitar problemas com o Fisco.

Afinal, assim como em qualquer empreendimento, o empresário deve cumprir suas responsabilidades e obrigações fiscais.

Tendo isso em vista, contatar uma Contabilidade Digital para dar sequência na abertura de um CNPJ e demais aspectos de uma empresa para operar online será fundamental.

E, falando em abertura de negócio digital, não tem como deixar de lado a Consultoria RR Soluções, uma contabilidade digital que também traz expertise em finanças empresariais.

Quer começar a empreender no universo digital e precisa formalizar a sua empresa? Fale agora com um especialista!

Fonte: Consultoria RR

O post Modelos de negócios digitais: 10 formas de empreender na internet apareceu primeiro em Informativo Empresarial.