Entenda o que é Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido

O ingresso no universo empresarial envolve a tomada de decisões cruciais para o negócio. Entre elas, a modalidade tributária mais adequada para o seu negócio. Entre as opções disponíveis no Brasil, três modelos se destacam: Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. Cada um desses regimes possui características distintas, e a escolha correta pode impactar significativamente a carga tributária e a viabilidade financeira da empresa.

Neste artigo, vamos explorar as diferenças entre essas modalidades e suas implicações. Continue lendo e entenda o que é Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. 

O que é Simples Nacional? 

O Simples Nacional é conhecido como um sistema de tributação simples e de boa abrangência, sendo destinado principalmente a micro e pequenas empresas. Ele unifica diversos tributos federais, estaduais e municipais em uma única guia de pagamento e a sua principal vantagem é a simplificação do processo tributário, que reduz a burocracia e facilita a vida do empreendedor.

Entre as principais características do Simples Nacional, temos: 

  • Aplicável a micro e pequenas empresas com faturamento anual até R$ 4,8 milhões.
  • Unificação de tributos federais, estaduais e municipais.
  • Alíquotas progressivas, variando conforme a faixa de faturamento.
  • Simplificação nas obrigações acessórias.

O que é Lucro Presumido?

O Lucro Presumido, por sua vez, é uma opção intermediária quando falamos de complexidade tributária. Nesse regime, a tributação é calculada com base em uma margem presumida de lucro, determinada por lei, aplicada sobre a receita bruta. Desta forma, o regime do Lucro Presumido é indicado para empresas que não se enquadram no Simples Nacional e que possuem margens de lucro superiores às estimativas do governo.

Confira as principais características do Lucro Presumido:

  • Indicado para empresas com faturamento anual acima de R$ 4,8 milhões.
  • Tributação com base em uma margem presumida de lucro.
  • Maior complexidade em relação ao Simples Nacional, mas ainda com simplificações em comparação ao Lucro Real.
  • Alíquotas predeterminadas para cada setor.

LEIA TAMBÉM

O que é Lucro Real?

Este é o regime mais complexo entre os três, sendo obrigatório para grandes empresas e opcional para as demais. No modelo do Lucro Real, a tributação é calculada com base no lucro líquido contábil da empresa, considerando todas as receitas e despesas. Por isso, é considerada uma opção mais precisa, adequada para empresas com margens de lucro variáveis.

As principais características do Lucro Real são:

  • Indicado para empresas com faturamento anual acima de R$ 78 milhões.
  • Tributação com base no lucro líquido contábil.
  • Maior complexidade contábil e fiscal.
  • Requer manutenção rigorosa de contabilidade e controles internos.

Como escolher um regime tributário?

Entender o que é Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real faz parte do processo de escolha das tributações. Para isso, o empreendedor deve levar em consideração diversos fatores, como o porte da empresa, o setor de atuação, as margens de lucro e as expectativas de crescimento. 

É importante lembrar que a escolha do regime tributário é, de certa forma, uma peça-chave no planejamento estratégico. Por isso, se precisar de ajuda, não hesite em consultar um especialista em contabilidade e finanças.

Fonte: Blog Dicas MEI

O post Entenda o que é Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido apareceu primeiro em Informativo Empresarial.