Dia dos Namorados: muito amor para dar gastando pouco

Sondagem da Fecomércio PR e Sebrae/PR mostra que 47,1% dos paranaenses vão presentear alguém especial no próximo Dia dos Namorados. O percentual é praticamente o mesmo do ano passado, quando 47% dos apaixonados pretendiam fazer um agrado para o parceiro ou parceira. Os paranaenses já foram mais românticos, uma vez que estes são os piores percentuais da série histórica da pesquisa, iniciada em 2016.

“De acordo com a série histórica da pesquisa, a intenção de presentear teve seu auge durante a pandemia e nos últimos dois anos está na casa dos 47%. A tendência de pagamento à vista vem se consolidando, principalmente através do Pix, o que influencia na diminuição do endividamento dos paranaenses”, comenta o coordenador de Desenvolvimento Empresarial da Fecomércio PR, Rodrigo Schmidt.

Conforme demonstram os dados, os homens são os que mais presenteiam no Dia dos Namorados e, neste ano, serão 50,6%, ante 44,1% de mulheres. Os motivos para as mulheres não presentearem evidenciam a diferença salarial ainda existente e a tradição masculina de cortejar através de presentes.

Enquanto entre os homens a principal razão para não presentear é não ter uma namorada ou companheira, com 70,1% das justificativas, entre as mulheres esse motivo corresponde a 54,4%. Muitas mulheres alegam que não costumam comemorar a data, com 15,8%, ante 11,5% dos homens. E 11,4% delas decidiram não presentear por estarem desempregadas ou por dificuldades financeiras, enquanto apenas 6,9% dos homens estão nessa condição.

“A pesquisa também mostra a maior intenção de presentear pelos homens, o que além de ser uma questão cultural, pode ser atribuído ao menor rendimento médio das mulheres, conforme atestam os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD”, analisa Schmidt.

Tíquete médio

O tíquete médio caiu 2,7% este ano e ficou em R$ 157,86. Entre as mulheres, o valor médio do presente será de R$ 136,51 e entre os homens será mais alto, de R$ 179,55.

A maioria das mulheres, 34,8%, vai comprar itens até R$ 100,00. Já a maior parte dos enamorados do sexo masculino, 28,4%, pretende gastar entre R$ 151,00 e R$ 200,00 e uma parcela considerável de 19,3% vai investir mais de R$ 300,00 no presente para a amada, em contraposição à restrita parcela de 1,1% de mulheres.

A maioria dos consumidores (71,5%) fará pesquisa de preços, principalmente pela internet, com 46,9%.

Tipo de presente

Perfumes e cosméticos são os tipos de presentes mais mencionados neste ano, com 37,9%, superando pela primeira vez roupas e calçados, que concentram 30,5% das menções de compra (os entrevistados poderiam citar mais de um tipo de presente).

As mulheres presentearão itens de vestuário, com 37,5%, e perfumaria, com 34,1%, além de comidas e bebidas, com 18,2%. Já os homens devem focar principalmente em perfumes e cosméticos, com 41,6%, e em um jantar romântico, com 29,2%.

Mas não conte isso para ninguém, pois a maioria dos namorados (52,8%) prefere ser surpreendida, sobretudo os homens (55,7%). Contudo, na “wish list” feminina constam, em primeiro lugar, roupas, bolsas e calçados (23,3%), perfumes e cosméticos (18,9%), joias (15,6%), jantar (11,1%) e flores (8,9%), entre outros itens.

Já os homens preferem ganhar itens de vestuário (17%), perfumes e cosméticos (9,1%), jantar (9,1%), dinheiro para comprar o que quiser (9,1%), além de viagem (8%) e eletrônicos (8%).

O economista e assessor econômico da Fecomércio PR, Lucas Dezordi, analisou a inflação dos itens mais desejados pelos namorados nos últimos 12 meses, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15). Neste período, a economia brasileira registrou uma inflação de 3,70% e a cesta de produtos relacionados ao Dia dos Namorados, 2,59%. Em Curitiba e Região Metropolitana, a cesta dos apaixonados registrou elevação de 2,91%.

Dos principais produtos e serviços desejados pelos namorados em Curitiba, destaca-se que Perfumes subiram 3,70%, Artigos de maquiagem 0,36%, Roupas masculinas (6,39%), Sapato masculino (8,61%), Roupas femininas (3,57%) Sapato feminino (5,90%), Jantar (4,47%) e Joias (2,27%) registraram variações positivas, no período. Por sua vez, os aparelhos eletrônicos, tais como computadores (-6,69%) e Celulares (-5,95%) caíram de preços e vão estar mais baratos se comparados com o Dia dos Namorados de 2023. “É o segundo ano consecutivo que celulares e computadores estão em queda. Esse movimento de preços indica que os canais logísticos de equipamentos eletrônicos estão restabelecidos e os efeitos mais perversos da crise da Covid-19 estão se dissipando”, esclarece Dezordi.

Período, local da compra e pagamento

As compras para o Dia dos Namorados serão feitas na semana que antecede à data, com 60,3% das respostas. Os que vão deixar para a véspera somam 17,9% e os que realizarão as compras de 8 a 15 dias de antecedência correspondem a 12,3%.

O shopping e a internet são os locais preferidos para a compra dos presentes, com 35,4% e 33,7%, respectivamente. Enquanto o shopping é o local de compra favorito das mulheres, com 37,8%, a internet é o dos homens, com 36,5%.

As lojas do centro da cidade devem receber 13,1% do fluxo de consumidores e as lojas de bairro, 9,7%.

Os paranaenses pretendem pagar o presente do Dia dos Namorados à vista. Juntos, Pix, cartão de débito e dinheiro, devem concentrar 67,6% dos pagamentos. O cartão de crédito parcelado tem 17,3% das intenções de compra e o cartão de crédito à vista, 14,5%.

Influência na compra

Ao presentear a pessoa amada, a qualidade do produto é fundamental para 41,7% dos consumidores, seguida pelo atendimento do vendedor, com 28%. Os fatores relacionados a preço aparecem só depois de atendidos esses dois pré-requisitos mais importantes.

A coordenadora de Comércio e Serviços do Sebrae/PR, Suelen Pedroso, aponta que o levantamento traz o atendimento e a qualidade do produto entre pontos de atenção para os empreendedores. Afinal, o dia pode até ser dos namorados, mas a data é para todos os casais: desde os que acabaram de se conhecer até os casados há anos.

Ao proporcionar uma experiência de compra inesquecível é possível atrair e manter uma clientela. Tendo em vista que os casais adoram trocar presentes e fazer programas românticos na data, estarão mais propensos a lembrar do serviço e/ou produto também no futuro.

Suelen Pedroso, coordenadora de Comércio e Serviços do Sebrae/PR

Dicas para quem empreende utilizar em seu negócio também são pontos de destaque. “A montagem de combos com produtos nas áreas de beleza e bem-estar, ficar atentos à diversidade, definir estratégias de divulgação, manter a equipe de vendas, seja presencial ou digital, treinada para atender e dar aquele toque final no produto, como colocar uma flor ou simbologias da data, são alguns pontos que devem ser considerados pelos empreendedores”, finaliza Suelen.

Clique aqui e acesse a análise da cesta do Dia dos Namorados.

*Com assessoria de imprensa da Fecomércio PR

Fonte: Agência Sebrae

O post Dia dos Namorados: muito amor para dar gastando pouco apareceu primeiro em Informativo Empresarial.