Compliance Digital e Certificado Digital: entenda a relação

O compliance digital significa corresponder às leis, políticas e normas sobre as interações digitais. Ele está no campo do conceito de governança de TI, as práticas que a empresa faz para alinhar os objetivos da marca com a equipe de informática.

Quem aposta na governança de TI costuma apostar na automatização. Ela melhora o rendimento, aumenta a previsibilidade, diminui custos a longo prazo e livra as pessoas do trabalho repetitivo. No entanto, também traz restrições.

É o caso de custos iniciais, dificuldade de compreensão, da adaptabilidade humana e vulnerabilidade aos problemas técnicos em processos fortemente dependentes da tecnologia. O compliance digital surgiu para as marcas lidarem melhor com certos desafios, como o cuidado com dados. Role a página e entenda mais sobre o assunto!

O que é compliance digital?

A migração para o mundo digital repercutiu nas empresas e nos ambientes de TI. Tarefas que eram feitas manualmente foram digitalizadas e as marcas se ajustaram. O compliance digital é uma parte importante desse processo.

Ele surgiu para a marca atender a um conjunto de padrões definidos. Esse conceito se preocupa, principalmente, com os recursos de dados, onde o desafio é sua privacidade e segurança. Aqui, o foco é seu processamento e armazenamento. Dessa forma, a marca precisa de normas de compliance para melhorar a capacidade de protegê-los.

Um tipo específico de compliance é o regulatório, que se impõe por instituições externas, como o caso de leis como LGPD e GPDR. Outro padrão de compliance é o empresarial, que consiste em normas internas sobre como a marca trata sua propriedade intelectual.

LGPD e Compliance: como as duas se relacionam?

A LGPD é uma lei que criou regras para coletar, usar e compartilhar os dados. Ela garante ao dono das informações o direito de saber o que as empresas farão com elas. Também determina sua exclusão, caso seja a vontade do titular.

Pela lei, as empresas só podem colher os dados fundamentais para que se realize sua atividade de negócios. Seus princípios são a responsabilidade e a transparência. Por isso, ela se aplica a qualquer marca que armazene dados, independentemente do seu tamanho.

Para se manter em compliance com a LGPD, você precisa adequar sua rotina ao texto da lei. Isso significa trazer a empresa a essa cultura. Esse tipo de adequação traz segurança aos profissionais, clientes e funcionários.

Como implementar um programa de compliance digital

O compliance digital passa por vários passos para funcionar. Primeiramente, caso tenha normas internas, precisa monitorá-las. O ideal é corrigir os problemas na hora, para evitar o tratamento errado dos dados confidenciais. Além disso, usar a automatização pode ajudar, visto que ela diminui os erros humanos.

Ao contratar pessoas, foque em profissionais que se preocupam com a segurança e forneça-lhes as ferramentas para implementarem o compliance. Caso sua empresa tenha recursos técnicos limitados, reflita sobre a possibilidade de terceirizar.

Para que o compliance digital funcione, é necessário lidar com desafios diversos, como gerir o volume de dados a partir de vários canais e acompanhar a evolução e a mudança das normas regulatórias.

Também é necessário lidar com a complexidade do acesso às informações da marca a partir do trabalho remoto e adaptar-se ao aumento das exigências de segurança digital, graças à sofisticação das ameaças.

O que é certificado digital?

O Certificado Digital é a identidade eletrônica de uma marca ou pessoa. É como uma carteira virtual de identificação utilizada para ser possível assinar documentos à distância com segurança similar à feita de próprio punho no papel.

Ele tem validade jurídica e funciona com uma dupla de chaves criptografadas. Para que se valide, ele vincula um arquivo com informações sobre a pessoa, sendo que sua emissão vem de uma Autoridade Certificadora (AC).

O primeiro passo para que você possa obtê-lo é escolher a opção de uma AC reconhecida pelos órgãos do Governo e com reputação, como o Certificado Digital Serasa Experian. Depois, você passará por fases como:

  • Conferência da identidade;
  • Geração das chaves;
  • Emissão do Certificado Digital;
  • Instalação;
  • Uso.

Qual é a relação entre compliance digital e certificado digital?

O compliance ganha com o certificado digital por ser uma medida de segurança. Ele ajuda a trazer segurança para as informações compartilhadas no digital, fazendo com que o processo tenha uma camada a mais de criptografia e contando na digitalização das tarefas.

O compliance digital é usado para as marcas protegerem a privacidade, a integridade e a segurança dos seus sistemas e informações. Dependendo das normas, há penalidades às empresas que não cumpram. Isso faz com que seja muito dispendioso ser negligente com a propriedade intelectual da empresa.

O certificado digital também é útil para as marcas interagirem com os órgãos públicos. Por exemplo, nos envios de Sped Contábil e Fiscal e em outros processos de escrituração digital.

Como manter a segurança das transações?

Além do certificado digital, cuide dos softwares da empresa para manter a segurança em alta nas transações eletrônicas. Tenha protocolos para proteger os dados dos clientes e os seus. O sistema precisa de um acesso protegido com códigos de segurança e senhas.

Para que a marca se destaque no mercado e conquiste o público, precisa de uma boa rotina de compliance. Um outro tipo de autenticação que pode ser útil é o certificado SSL, uma proteção elaborada especificamente para sites. Ele serve para que as informações fiquem protegidas via criptografia.

Atualmente, existem diversas opções no mercado, sendo que uma delas é o Certificado SSL da Serasa Experian. Nossa ferramenta é usada para proteger as informações importantes da sua organização, impedindo que sejam interceptadas, capturadas ou visualizadas durante a transferência dos dados até o servidor que hospeda a aplicação.

O melhor de tudo é que possuímos diversas opções para serem escolhidas. Assim, você pode adquirir o modelo que melhor atende suas necessidades. Acesse o site e conheça melhor essa solução!

O compliance digital se relaciona com o certificado digital pela segurança. Ele se refere à conformidade às leis de segurança virtual, é parte da governança de TI e se vincula à automação.

Esse tipo de compliance surgiu para ajudar as marcas a lidarem com os desafios da automatização e da adesão tecnológica, tendo seu foco na privacidade e na segurança dos dados. Quando as empresas migraram para o digital, o compliance se tornou importante ao definir um padrão para processar e guardar informações.

A LGPD cumpre o papel de definir regras para coletar, usar e compartilhar dados. Ela também conta no compliance. Se você quiser saber mais sobre o assunto, veja o post em que contamos sobre os principais desafios fiscais, contábeis e trabalhistas.

Fonte: Serasa Experian

O post Compliance Digital e Certificado Digital: entenda a relação apareceu primeiro em Informativo Empresarial.